TSE determina Empresa Facebook a retirar 33 páginas com FakeNews

Reportagem: Lucas Pordeus León

Foto: Rafael Viana

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) acatou pedido do Partido dos Trabalhadores (PT) para retirar do ar 33 páginas do Facebook com notícias falsas contra a candidata a vice da chapa de Fernando Haddad, Manuela D’Ávila.

O ministro Sérgio Banhos determinou ainda que a rede social forneça os dados das pessoas responsáveis pelas páginas, com a identificação dos computadores usados para criar a postagem.

Na decisão, o ministro do TSE diz que o conteúdo mancha a imagem da candidata perante o público católico e cristão, com objetivo de interferir no pleito eleitoral. O magistrado ressalta que os vídeos foram montados para desvirtuar o conteúdo original.

As postagens associam Manuela D’ávila a vídeos de pessoas quebrando imagens religiosas ou que ela pretenderia distribuir panfletos pornográficos para crianças, o que não é verdade. Também é usado uma foto montada onde Manuela aparece com uma camisa dizendo que Jesus é travesti.

O despacho pede que as páginas sejam derrubadas em 24 horas. Os responsáveis podem ser punidos com multas diárias.

Antes do primeiro turno, em outra decisão, o TSE já tinha mandado derrubar 35 fake news, ou notícias falsas, contra o candidato à presidência Fernando Haddad.

Em relatório divulgado ontem (8), representantes da Organização dos Estados Americanos (OEA) concluíram que as notícias falsas impactaram negativamente o primeiro turno das eleições no Brasil.

 

 

Fonte: Rádio Agência Nacional

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *