Reflexão Semanal com Pe. Gilberto Kasper

EPIFANIA: MANIFESTAÇÃO DE NOVA ESPERANÇA!

O mês de janeiro marca o início de um Novo Ano civil. Celebra, na dinâmica das festas natalinas, no tempo de Natal, a festa da “Epifania”, palavra grega, que significa “manifestação”. Esta festa retoma o Natal de Jesus, celebrando a sua humanidade manifestada a todos os povos. Traz consigo a mística da universalidade da salvação.

Desejamos ao Prefeito Duarte Nogueira um Governo de grandes êxitos, mesmo sabendo dos imensuráveis desafios que o aguardam. Juntamente com seu Secretariado fará um excelente Governo, que ficará na História de Ribeirão Preto, tanto quanto o ano de 2016, que manchou vergonhosamente uma página a ser virada. Virada, mas não esquecida. Seja o Poder Judiciário tão ávido em repatriar o volumoso dinheiro roubado do Povo, como foi nas liminares que apressaram Habeas Corpus com argumentos sofistas e impediram o Poder Legislativo de realizar uma última Sessão Extraordinária no entardecer do caótico Ano que passou. O Povo não quer a prisão de ninguém, mas que seja devolvido o que lhe foi furtado. Quem desviou um centavo dos cofres públicos não só incorreu em improbidade administrativa, falta de decoro parlamentar, mas é conivente com a cruel forma de morrer de tantos munícipes e brasileiros, por simples falta de atendimento básico. Os que forem julgados culpados, e esperamos que esses processos não se alonguem, são além de ladrões institucionalizados, assassinos de muitas vidas ceifadas por conta da ganância de um grupo que passou oito anos aprovando os desmandos e incompetência de um Governo, até porque usufruiu de enriquecimento ilícito e tão bandido como bandido são os traficantes de drogas e armas deste País sem rumo.  Desta forma, todas as pessoas de boa vontade, especialmente Cidadãos e Poderes constituídos e eleitos para governar-nos nestes próximos quatro anos, seja o Prefeito Municipal com suas Secretarias, seja os nobres Vereadores que já ocupam seu espaço na Casa de Leis, deverão ser sinal da universalidade, da Epifania: Manifestação de Nova Esperança!

Na periferia, longe do palácio real, “os magos viram o menino com Maria, sua mãe, e, prostrando-se, o adoraram. Em seguida, abriram seus cofres e ofereceram-lhe presentes: ouro, incenso e mirra” que indicam, respectivamente, a sua realeza, divindade e incorruptibilidade (cf. Mt 2,11).

A Epifania: Manifestação de Nova Esperança proporcione aos Servidores Eleitos viver a comunhão e a fraternidade com todos os cidadãos que remetem suas esperanças no coração de cada um. Oxalá, os Eleitos saibam sentirem-se Servos e não “Donos” de um Povo desencantado e carente de nova Esperança, novo Ânimo e novas Perspectivas de Vida. Saibamos, como cidadãos, exercer nossos direitos e manifestar a consciência de nossas responsabilidades. Sejam nossas Cidades zelosamente acariciadas pelo Bem Comum e jamais por interesses particulares. Saibamos todos juntos: Servidores e Povo esforçar-nos por melhor qualidade de vida e maior dignidade humana!

 

Foto: Rafael Viana
Foto: Rafael Viana

Mestre em Teologia Moral, Licenciado em Filosofia e Pedagogia, Especialista em Bioética, Ética e Cidadania, Professor Universitário, Docente na Associação Faculdade de Ribeirão Preto do Grupo Educacional da UNIESP, Assistente Eclesiástico do Centro do Professorado Católico, Assessor da Pastoral da Comunicação e Reitor da Igreja Santo Antônio, Pão dos Pobres da Arquidiocese de Ribeirão Preto e Jornalista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *