Pesquisa em Belo Horizonte, Brasília e Curitiba registra redução do coronavírus nos Esgotos

Foi identificada uma tendência de redução da carga viral do novo coronavírus em esgotos em Belo Horizonte, Brasília e Curitiba. Segundo o  Boletim de Acompanhamento nº 03/2021 da Rede Monitoramento COVID Esgotos, com dados até 22 de junho, foi registrada uma queda em relação ao último boletim publicado em 14 de junho.

Em seu primeiro registro, Fortaleza já começa com todos os pontos monitorados com uma concentração viral intermediária. Já no Rio de Janeiro, as concentrações e cargas virais permaneceram muito elevadas. A carga medida na semana é a quarta maior do histórico de monitoramento, iniciado em novembro de 2020.

Na capital mineira, apesar da redução, a carga permanece elevada. Dentre os seis pontos monitorados em Belo Horizonte, na sub-bacia Arrudas, no córrego Cardoso, a concentração do  coronavírus se manteve alta.

O monitoramento tem o objetivo de acompanhar a presença do novo coronavírus nas amostras de esgoto coletadas em diferentes pontos do sistema de esgotamento sanitário de seis capitais e suas regiões metropolitanas. A rede busca ampliar as informações para o enfrentamento da pandemia, os resultados gerados podem auxiliar na tomada de decisões por parte das autoridades locais de saúde.

Fonte: Brasil 61

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *