Paralisarão do jogo entre Brasil e Argentina pela Anvisa em São Paulo

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) paralisou, na tarde deste domingo (5), o jogo entre as seleções de Brasil e Argentina, válido pelas Eliminatórias da Copa do Mundo. A decisão das autoridades foi tomada após quatro atletas argentinos entrarem em campo, mesmo com a determinação da agência de que teriam de cumprir isolamento no hotel.

Sem citar os nomes dos jogadores, a agência informou que os atletas teriam descumprido as regras sanitárias brasileiras segundo as quais “viajantes estrangeiros que tenham passagem, nos últimos 14 dias, pelo Reino Unido, África do Sul, Irlanda do Norte e Índia, estão impedidos de ingressar no Brasil”. Diante da situação, há possibilidades de os jogadores serem deportados do País.

“Após reunião com as autoridades em saúde, confirmou-se, após consulta dos passaportes dos quatro jogadores envolvidos, que os atletas descumpriram regra para entrada de viajantes em solo brasileiro, prevista na Portaria Interministerial nº 655, de 2021”, informou, em nota, a Anvisa, referindo-se aos viajantes que chegaram ao Brasil em voo de Caracas/Venezuela com destino a Guarulhos.

A Anvisa informa que considera a situação “risco sanitário grave”, motivo pelo qual orientou as autoridades em saúde locais “a determinarem a imediata quarentena dos jogadores, que estão impedidos de participar de qualquer atividade e devem ser impedidos de permanecer em território brasileiro”.

Fifa vai resolver

O jogo teve início às 16h, na Neo Química Arena, em São Paulo, pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo. Já a confusão começou aos seis minutos de bola rolando, quando os agentes da Anvisa interromperam a partida e entraram em campo. Como a seleção argentina se negou a jogar sem os quatro atletas, o jogo foi cancelado.

A Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) publicou em suas redes sociais que o árbitro e um comissário da partida levarão um relatório à Comissão Disciplinar da Fifa, que determinará quais serão os próximos passos. “Estes procedimentos seguem estritamente as regulamentações vigentes”, informou a entidade. “As Eliminatórias da Copa do Mundo são uma competição da Fifa. Todas as decisões que se tratam da sua organização e o desenvolvimento são poderes exclusivos dessa instituição.”

Já a questão sanitária e todos os desdobramentos, continuam a cargo da Anvisa

Fonte: Brasil 61

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *