Os riscos do sedentarismo e suas consequências para o desenvolvimento de lesões na coluna vertebral

Fisioterapeuta explica sobre a necessidade dos exercícios físicos diários e destaca que existem alternativas não cirúrgicas para se livrar das dores

Foto: Divulgação / Banco de Imagens Núcleo da Notícia
Foto: Divulgação / Banco de Imagens Núcleo da Notícia

O sedentarismo é um dos principais problemas do mundo moderno e a rotina nas grandes cidades brasileiras tem tornado a vida cada vez mais estressante. O trânsito caótico não permite, por exemplo, que atividades como o ciclismo sejam praticadas com segurança e prazer, afastando a possibilidade de se melhorar a questão da mobilidade urbana e, paralelamente, contribuir com os aspectos de saúde pública. Não praticar exercícios físicos pode provocar sérios danos corporais e a falta de hábitos saudáveis levam milhares de pessoas diariamente aos hospitais, clínicas e consultórios médicos.

 Segundo o fisioterapeuta Giuliano Martins, diretor regional da Associação Brasileira de Reabilitação de Coluna (ABRColuna), proprietário do ITC Vertebral Ribeirão e do ITC Vertebral Curitiba e perito judicial do trabalho, o sedentarismo causa o enfraquecimento da musculatura. “Em especial a musculatura profunda de coluna vertebral, que é a responsável por evitar o desenvolvimento de hérnias de disco, de desvios posturais, de dores musculares e de desgaste precoce”, explica.

 

Mais informações sobre tratamento da coluna vertebral
ITC Vertebral (Instituto de Tratamento da Coluna Vertebral)
Avenida Presidente Vargas, 2121 sala 2401
Edifício Times Square
Telefone (16) 3623 3248
Site : www.itcvertebralribeirao.com.br

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *