O Comentário sobre os destaques da Política com Pe. Gilberto Kasper

O IMPEACHMENT PEDE LICENÇA, POR FAVOR!

Vetor: Freepik.com
Vetor: Freepik.com

Alguns dos alicerces que definem o bom caráter de qualquer pessoa são na minha modesta opinião: educação, respeito, diálogo, verdade e humildade! Em seu primeiro discurso depois de reeleita, a Presidente Afastada falou que seu Governo seria norteado pelo diálogo e por coligações de todos, sem excluir ninguém. Prometeu um Governo de Inclusão.  Definiu o Brasil como “Pátria Educadora”, não obstante interrompeu o sonho de milhões de jovens, excluindo-os do FIES. Conheço Centros Universitários Particulares que têm a receber do ex-ministro da Educação, Aloisio Mercadante, mais de 250 milhões de reais. Milhares de alunos destas mesmas Instituições não conseguiram aditar suas matrículas. Isso não é só criminoso, como cruel.

De todos que ouvi depois da Admissibilidade do Impeachment, de ambos os lados, houve unanimidade em afirmar que a Presidente Dilma não dialogou com seus Ministros, com Senadores que tentaram adverti-la sobre o abismo que tinha diante de si, e muito menos com a Sociedade. Desrespeitou o Ministério Público, a Polícia Federal e nem por último o Supremo Tribunal Federal. Não admite que seu marqueteiro, numerosas pessoas de sua estrita confiança estão presos e há uma semana, condenado a 23 anos de reclusão o intocável José Dirceu. A Presidente Afastada não cometeu crime comum e sim crimes de responsabilidade que fizeram possíveis desvios de bilhões dos Cofres Públicos que culminam nos onze milhões e duzentos mil desempregados, numa Saúde cruel que ao invés de salvar apressa a mortalidade nacional. Gastou tanto sem saber como pagaria, para manter-se no poder a qualquer custo, com arrogância, teimosia e mentiras que qualquer pessoa pensante não consegue “engolir” mais. Utilizou-se dos que hoje chama de “Bandidos e Mentirosos” (se realmente forem, deverão pagar com justiça e devolver principalmente o que roubaram), enquanto lhes convinham. Perdeu a credibilidade perante o Congresso Nacional que votou pela Admissibilidade do Impeachment com mais dos dois terços necessários. Os 54 milhões de votos que a reelegeram tiveram também a “carruagem” do Presidente em exercício. Somente o PT (Partido dos Trabalhadores) não a teria reeleita sozinho. Tanto ignorou seu Vice-Presidente que culminou na cisão. Não ouviu ninguém, talvez nem a própria consciência.

Aos gritos e ameaças bizarras, o Coordenador Geral do PT, Rui Falcão conclama seus militantes à desordem, quando o Governo desse mesmo Partido “afundou” como nunca visto na história antes, nossa Nação. Os defensores da Presidente Afastada “gritam” e quem grita perde a razão. Além de gritos irracionais e slogans decorados, a histeria toma conta das sessões tanto da Câmara dos Deputados como do Senado. Em que mundo vivem tais congressistas que negam a maior Crise Nacional imposta aos trabalhadores honestos nesses últimos anos? Ora, se o Governo Lula e Dilma consolidaram as Instituições como o Ministério Público e a Polícia Federal e, se são todos tão inocentes e descentes como gritam seus defensores, deixem que o STF (Supremo Tribunal Federal) os absolva. “Quem não deve, não teme!”. Não entendo porque tantas tentativas de arquivar um processo que segue todos os passos rituais da Constituição? Porque tanto medo de que avance o julgamento do Impeachment?
Não só Políticos de outros partidos, mas uma lista imensa deles ligados ao PT e Partidos Coligados ainda terão sua vez na Lava Jato, como é o caso da complicada e histérica Gleise Hoffmann e seu ilustre marido.

Enquanto faltar humildade, o caráter dos envolvidos, desde a Presidente Afastada até seus defensores e outros que ainda serão julgados, é duvidoso. Para que o Brasil supere a crise à qual foi submetido, e só não vê quem não quer, seria tão bonito que a Presidente nesse tempo de seu afastamento não aceitasse as mordomias pagas pelos trabalhadores honestos de bom caráter, principalmente para viajar pelo Brasil desrespeitando a Justiça, difamando-a com gritos de que sofreu um “Golpe” até da Suprema Corte. Senhora Presidente Afastada e Base Aliada, O Impeachment pede licença, por favor!

 

Foto: Rafael Viana
Foto: Rafael Viana

Pe. Gilberto Kasper
[email protected]
Mestre em Teologia Moral, Licenciado em Filosofia e Pedagogia, Especialista em Bioética, Ética e Cidadania, Professor Universitário, Docente na Associação Faculdade de Ribeirão Preto do Grupo Educacional da UNIESP, Assistente Eclesiástico do Centro do Professorado Católico, Reitor da Igreja Santo Antônio, Pão dos Pobres da Arquidiocese de Ribeirão Preto e Jornalista.

 

 

 

Fonte: O IMPEACHMENT PEDE LICENÇA, POR FAVOR!

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *