ESCORPIÃO: Verão é o período de maior risco para aparecimento do animal; limpeza do ambiente pode prevenir picadas

Foto: Divulgação Prefeitura Ribeirão Preto

Os animais peçonhentos, como escorpiões, aranhas e lagartas, estão cada vez mais presentes no meio urbano, adaptados ao ambiente do homem devido ao crescimento acelerado dos grandes centros. Por isso, é preciso que toda a população, inclusive das grandes cidades, saiba quais medidas adotar para evitar acidentes e mortes por envenenamento.

O período do verão, de dezembro a março, exige maior cuidado em relação aos acidentes com escorpiões, pois o clima úmido e quente é ideal para o aparecimento destes animais, que se abrigam em esgotos e entulhos.

Os escorpiões que habitam o meio urbano se alimentam principalmente de baratas, portanto, são comuns também em locais próximos a áreas com acúmulo de lixo. A adoção de hábitos simples é fundamental para prevenir acidentes.

 

 Prevenção

Para prevenir acidentes ocasionados por escorpião é fundamental que alguns cuidados sejam tomados. No ambiente urbano, para evitar a entrada dos animais em casas e apartamentos, a recomendação é usar telas em ralos de chão, pias e tanques, além de vedar as frestas nas paredes e colocar soleiras nas portas. Outra medida é afastar as camas e berços das paredes, e ainda vistoriar as roupas e calçados antes de usá-los.

 

Nas áreas externas, a orientação é manter jardins e quintais limpos, evitar o acúmulo de entulhos, folhas secas, lixo doméstico e materiais de construção nas proximidades das casas, evitar folhagens densas (plantas ornamentais, trepadeiras, arbusto, bananeiras e outras) junto a paredes e muros das casas, manter a grama sempre aparada, limpar periodicamente os terrenos baldios vizinhos, pelo menos, numa faixa de um a dois metros junto às casas.

 

Pessoas mais vulneráveis

As pessoas mais vulneráveis a acidentes com o animal são crianças abaixo de dez anos e idosos. Entre outros grupos, destacam-se trabalhadores da construção civil, de madeireiras, transportadoras e distribuidoras de horfrutigranjeiros, por manusearem objetos e alimentos onde os escorpiões podem  estar  alojados, além de pessoas que permanecem grandes períodos dentro de casa, como pacientes acamados ou com problemas de mobilidade ou nos arredores como quintais, principalmente nas áreas onde sabidamente ocorre alta infestação do animal.

 

Primeiros socorros

O que o acidentado deve fazer:

– Limpar o local com água e sabão;

– Aplicar compressa morna no local;

– Procurar o serviço de saúde Hospital ou postinho mais Rápido e ou ligue para o SAMU – Telefone 192

 

 

O que o acidentado não deve fazer

– Não fazer torniquete ou garrote, não furar, não cortar, não queimar, não espremer o local da picada;

– Não fazer sucção no local da ferida;

– Não aplicar qualquer pó de substância sobre o local da picada (fezes, álcool, querosene, fumo, ervas, urina, pó de café, terra) nem fazer curativos que fechem o local, pois isso pode favorecer a ocorrência de infecções;

 

Não ingerir bebida alcoólica, álcool, querosene, gasolina ou fumo no intuito de parar a dor, pois além de não agir contra o veneno, ainda poderá causar complicações no quadro clínico;

Não colocar gelo ou água fria no local da picada, pois acentua a dor.

TELEFONE DO SAMU AMBULÂNCIA é ->  192

 

 

 

 

Fonte: Prefeitura Ribeirão Preto

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *