leilão da Aneel tem uma das maiores arrematações no lote em linha de transmissão

eletricidadeA Eletrosul, subsidiária da Eletrobras em Santa Catarina, foi a vencedora do leilão do maior lote de linhas de transmissão de energia oferecido hoje (18) pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). A empresa pagou deságio de 14%. Contra a Receita Anual Máxima Permitida (RAP) de R$ 390,756 milhões, ofereceu R$ 336 milhões pelo Lote A, o maior do leilão, que tem 2.169 quilômetros de linhas de transmissão no Rio Grande do Sul.

O Lote E, arrematado pelo consórcio Paraíso, formado pela Eletrosul e Copel, do Paraná, abrange 265 quilômetros de linhas de transmissão no Mato Grosso do Sul. Foi oferecido deságio de 3,5%, totalizando R$ 22 milhões. Neste caso, a RAP era de R$ 22,827 milhões.

O Lote F ficou com a Companhia Energética de Goiás (Celg), que ofereceu RAP de R$ 1,64 milhão, ante a oferta inicial de R$ 1,645 milhão, ou seja, um deságio de 0,32%. A linha vai de Itumbiara (GO) a Paranaíba (MS). O Lote H foi comprado pela Isolux, que ofereceu RAP de R$ 17,228 milhões, contra o máximo permitido de R$ 17,332 milhões, resultando em deságio de 0,6%.

Os demais cinco lotes dos nove oferecidos não tiveram compradores. O Lote B tinha 436 quilômetros de linhas de transmissão no Pará, enquanto o C era composto por 1.267 quilômetros em Mato Grosso. O Lote D  tem 231 quilômetros de linhas de transmissão em Minas Gerais e o G 150 quilômetros no Tocantins.

Flávia Albuquerque – Repórter da Agência Brasil

freepik-02

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *