Coxinhas Douradas de Bueno de Andrada

Reportagem: Rafael Viana / Tadeu Donizete

Num Sábado a tarde após visitarmos o Museu da TAM em São Carlos, decidimos dar uma espichada até Araraquara e ir a Bueno de Andrada conhecer as Coxinhas Douradas de Bueno de Andrada que o grande escritor  Ignácio de Loyola Brandão  descreveu em crônica no Jornal Estado de São Paulo em 23 de março de 2001.

Chegando lá foi fácil achar o local, uma fila enorme em uma pequena mercearia, finalmente estávamos frente a frente as  Famosas Coxinhas Douradas de Bueno de Andrada assim batizadas na crônica do mestre escritor Ignácio Loyola Brandão, surgiram há 13 anos, no Bar e Mercearia Freitas, que existe há mais de 60 anos, em Bueno de Andrada (Distrito de Araraquara/SP) Hoje administrados pelo casal Paulo e Sônia.

Quando Sônia cansada de terceirizar salgados que não lhe agradavam, decidiu então usar seus dotes culinários e se empenhar em criar seus próprios salgados, algo saboroso e de qualidade. O resultado dessa empreitada genial está comprovado pela grande aceitação do público, que começaram a vir de todos os cantos do Estado, do Brasil e até de vários países após a publicação da crônica no Estadão. Hoje além das tradicionais Coxinhas de frango há outros 10 sabores.

É um Passeio Super Interessante confira e Experimente pessoalmente As Coxinhas Douradas de Bueno de Andrada.

Estação de Trem de Bueno de Andrada

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *