Aplicativos e ferramentas online ajudam a economizar água em casa

Foto: Rafael Viana
Foto: Rafael Viana

As chuvas começaram a chegar, discretamente, no Sudeste, mas ainda não devem ser suficientes para repor a água nos reservatórios que abastecem a região metropolitana de São Paulo. A população sofre com a estiagem prolongada, mas a economia de água deve ser praticada por todos os brasileiros, em tempos imprevisíveis de mudanças climáticas. E para ajudar as famílias a economizarem, diversos aplicativos e ferramentas online estão disponíveis para fazer a contagem e controlar o que é gasto de água em casa.

Preocupados com a escassez de recursos hídricos, um grupo de alunos do Rio de Janeiro desenvolveu um aplicativo para combater o desperdício. O iWater.capile.net  – calcula o gasto de água em atividades do dia a dia como, por exemplo, abrir uma bica, um banho demorado ou uma lavagem de carro com mangueira, e carrega o histórico de consumo do usuário.

A Organização das Nações Unidas prevê que a população precisará de 40% a mais de água em 2030 e, ainda assim, os brasileiros estão muito distantes do tema água, que só chama a atenção quando há uma crise instalada.

O estudante Victor Capilé, de 16 anos, que desenvolveu o iWater, explica que, além da contagem, a ferramenta traz informações e curiosidades sobre os recursos hídricos no mundo. “Acredito que a falta de água ainda pode desencadear guerras se não fizermos alguma coisa. Então decidimos levar o projeto adiante, porque as pessoas precisam ter essa conscientização”, disse Victor.

O aplicativo gratuito, criado como trabalho para a feira de ciências da Escola Garriga de Menezes em 2013, já está disponível na internet no iwater.capile.net.

Os alunos agora querem aprimorá-lo e também estão arrecadando fundos para disponibilizar a versão para smartphones nas lojas de downloads.

Andreia Verdélio – Repórter da Agência Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *