Alunos não terão Cartão-livro nesta Edição da Feira do livro de Ribeirão

Fotos: Rafael Viana / Ribeirão Web News
Fotos: Rafael Viana / Ribeirão Web News

Prefeitura e Governo do Estado de SãoPaulo anunciaram o corte do benefício que incentivava a compra de livros durante a Feira. Por outro lado, a Prefeitura de Ribeirão Preto anunciou que está mantida a verba do Cartão Livro do Professor, usado por diretores e professores para reformar o acervo das bibliotecas das escolas municipais.

A Fundação Feira do Livro lamenta a suspensão do benefício, mas esclarece que a verba que compõe o Cartão-livro é destinada pela Prefeitura e pelo Governo do Estado, e que não tem responsabilidade sobre os valores. A Organização da Feira, reconhece a importância do cartão e espera a volta do benefício em 2016. “Agora vamos direcionar nossos esforços para que reconquistemos o repasse para a Feira de 2016”, ressalta, Viviane Mendonça, superintendente da Fundação Feira do Livro.

O benefício, que nasceu em formato de cheque e tinha o nome de cheque-livrinho, foi distribuído pela primeira vez em 2010. No início, beneficiava apenas os alunos da rede municipal de ensino. Já em 2013 e 2014, o benefício foi estendido para os alunos da rede estadual. Cada estudante recebia um cartão personalizado com seu nome e uma senha exclusiva para comprar livros nos estandes da Feira. Os valores individuais dos cartões em 2014 foram de R$ 16 (rede municipal) e R$ 18 (rede estadual).

Fonte: Divulgação Assessoria de Imprensa da 15º Feira Nacional do Livro de Ribeirão Preto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *